Semana de combate à violência contra a mulher

30 de novembro de 2017

Violência não é somente aquela que deixa marcas visíveis no corpo. Quando há diminuição, menosprezo, xingamentos, difamação, ou assédio; há violência também. São várias as ocasiões em que a agressão verbal acontece. Muitas vezes, são expressões ou atitudes tidas como normal, mas, no fundo, são modos preconceituosos e machistas.
“Se as mulheres se comportassem não haveria estupro”
“Aposto que transou com alguém para conseguir essa vaga”
“Tá nervosa? É TPM”
“Você cozinha bem. Já pode casar”.
“Mulher tem que se dar respeito”
“oh, lá em casa”.
“Oi delícia”

Transparência

Atendimento

  Endereço

Av. Odonel Miranda Rios, 45 1º andar Centro


  Horário

Segunda a sexta-feira das 08:00 às 12:00 das 14:00 às 18:00


Telefone

74 3627 2122

IBDM-Modernização validator w3c