Pedras de minha rua – Rua Agnelo Matos

11 de janeiro de 2019

Rua – AGNELO MATOS – Agnelinho
Nascido em – 18 de novembro de 1918.
Falecido – 29 de novembro 1996.
Natural – Antas – Bahia

Agnelo Matos foi um comerciante que deixou sua marca no mercado calmonense. Com apenas o primeiro grau incompleto, sempre gostou de trabalhar. Pertencia a família Matos, vinda da cidade Antas – Bahia. Aqui constituiu família com Evalda Ferreira, com quem teve os filhos: Ângelo, Rita, Ana Maria, Roberto, Cassia, Mario Augusto e Flávio. Seu Agnelo era filho de Martim Matos e dona Maria Ferreira Matos, seus irmãos eram Nair, Tereza e Agmar. Quando jovem, gostava muito de briga de canários e viajar era seu lazer favorito – aos domingos, naturalmente, estava presente no França, Jacobina ou em Piritiba. Amante do futebol, batia uma bolinha e não perdia partidas de futebol no Estádio João Liberato. Cidadão de muita responsabilidade, herdou de seu pai o tino comercial, já que este fazia viagens a Miguel Calmon em caravanas de tropeiros, levando e trazendo mercadorias e, em pouco tempo, adquiriu um terreno nas terras de Canabrava, fixando morada, onde viveu até os 100 anos – seu filho Agnelo cuidou muito bem dele. Seu Agnelinho, como era mais conhecido no seu comércio, situado na rua do Ventura (veredas da Estrada Real), hoje rua Dr. Antônio Oliveira, compõe mais um nome das crônicas Pedras de Minha Rua.

Transparência

Atendimento

  Endereço

Av. Odonel Miranda Rios, 45 1º andar Centro


  Horário

Segunda a sexta-feira das 08:00 às 12:00 das 14:00 às 18:00


Telefone

74 3627 2122

IBDM-Modernização validator w3c